A Monark das motos

Neste post vamos trazer a  história da Monark, mas desta vez das suas motos, desde a Suécia.

Em 1927 foi introduzida a linha de motocicletas Monark, com motores SV e OHC blackbourne, de 250cc ou 600cc. Em meados dos anos 30 a Empresa começou a produzir motos, com motores de 98cc. Durante a Segunda Guerra mundial produziu motocicletas para o Exército Sueco, como a da foto, utilizando motores de 4 tempos, 500cc SV Albin. Foram fabricadas na antiga fábrica da Husqvarna, antiga fábrica de bicicletas adquira pela Monark. Depois da guerra a Monark tornou-se a maior fabricante de motocicletas da Suécia.

Nos anos 1950 a Monark teve grande êxito nas competições de motocross. Em 1954 participou com 8 motos do International Six day trial, uma espécie de Olimpíada das motos. Nesta competição os 8 pilotos ganharam medalhas de ouro. Em 1959 o Piloto Sten Lundin sagrou-se campeão mundial de motocross na categoria 500cc. Repetiu este feito mas tarde, em 1961.

Outro nome marcante nas competições de motocross pela Monark foi Ove Lundell, ele foi campeão sueco dos campeonatos de 1955, 58 e 60.

Ove Lundell

Em 1972/3, numa altura em que as marcas japonesas já dedicavam em um grande esforço financeiro no desenvolvimento das motos de competição, subsistiam, ainda assim, alguns artesãos com ideias próprias que lutavam contra a maré e que, em grande parte, eram o cerne do charme do ‘Continental Circus’.

A Monark se destacou produzindo motos off road que ficaram famosas, mas também desenvolveu motos de velocidade. No início dos anos 1970, junto com Rudi Kurth, desenvolveu uma moto revolucionária.

Rudi Kurth, além de piloto, era um grande inovador na técnica de construção de sidecar de velocidade. Ele projetou uma moto de 500cc muito baixa, da altura de uma racing de 50cc. Era equipada com um motor Crescent,  2 tempos, 3 cilindros e 75 cv, de origem náutica.

A Monark Sagrou-se campeã da categoria de 500cc de 1973, com está moto, uma Monark-Crescent, com Rudi Kurth como piloto.

A Monark também competiu com motos de 50cc, baseada em modelo semelhante ao ciclomotor Monareta fabricado aqui.

A Monark contratou Goran  Henningson, como construtor e piloto para a categoria 50cc. Ele e Sven Hakansson construíram com base do quadro do ciclomotor Moped, da marca.

Ciclomotor Moped Cyklar

A primeira corrida como protótipo se deu em 1971, se classificando para a primeira corrida 3 horas depois  de ser montada. Era equipada com motor Sachs, 15hp, o suficiente para chegar a 150 km P/hora.

Como vimos, a Monark também se saiu muito bem com as Motos.

Anúncios

2 comentários sobre “A Monark das motos

  1. Boa noite amigos,
    Será que o nome da primeira Monark competição a Crescent se baseou na famosa moto???
    Abraço!!!

    • Olá Rafael, na verdade a marca Crescent é tão tradicional quanto a Monark. Ela se origina no século XIX nos EUA e se transfere no começo dos anos 1910 para a Suécia. Ambas como fabricantes de bicicleta. Em 1927 a Monark começa a fabricar motores para motos e a Crescent desenvolve suas primeiras motos na década de 1950. Em 1961 elas se fundem e passam a se chamar MCB – Monark – Crescent bolanger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s